@quinemminas
@quinemminas

Ideias Positivas

Empreendedora aposta na produção de pão de queijo caseiro na Paraíba

Atualizada em 02/05/2021 às 09:59
Por Redação

Com ajuda da família, Camila Moura criou a marca “Quinem Minas”


A ideia de entrar no ramo do empreendedorismo veio com o apoio que Camila Moura recebeu da família, mais especificamente de uma prima. A “Quinem Minas” é voltada à produção de pães de queijo caseiros congelados.


O estímulo veio da minha ‘prima-irmã’ que mora no Canadá e é a pessoa com quem mais converso no dia a dia. Num momento difícil, com dois filhos pequenos e estando eu e meu marido desempregados, morando de favor, resolvi arriscar, disse.

Como empreendedora, ela acaba fazendo de tudo um pouco, algo comum entre os pequenos empresários. Ela produz os pães de queijo, embala os produtos, cria toda a parte gráfica, faz postagens nas redes sociais, é atendente na venda e pós-venda, compra material para produção e o que mais for preciso. O marido, Thiago Moraes, ajuda como pode e fica encarregado de realizar as entregas para os clientes.


Antes de achar o nome da marca pensei em vários outros e isto até me atrapalhou, quase me fez desistir do negócio. Depois de um ano e meio, consegui achar o que considerei ideal. Fiz uma votação com parentes e amigos mais próximos e cheguei ao “Quinem Minas”. Hoje, morro de orgulho da minha marca, revelou Camila.

Para ela, é muito comum as pessoas pensarem que o empreendedor sempre teve vocação ou vontade de trabalhar com isso, ser seu próprio chefe. Mas, nem sempre é assim. Muitas vezes, isso acontece por necessidade, por não estar conseguindo oportunidades de trabalho. É como um momento de despertar para algo que possa ser muito produtivo e recompensador, mas que precisa de um “empurrãozinho”.


Bolos e broas também fazem parte do cardápio da marca “Quinem Minas”
Foto: divulgação


Minha primeira experiência empreendedora começou quando eu ainda morava em Goiás, onde produzi dindin gourmet. Para minha surpresa, deu super certo! Mas, como eu engravidei tive que dar uma pausa, pois não me senti muito bem durante a gestação. Quando voltei para João Pessoa, ficamos (eu e meu marido) um ano sem trabalhar, passando por ‘apertos’. Então, resolvi tentar a ideia da minha prima e com a ajuda dela vendi minha primeira produção logo de cara. Isso me deu o incentivo que eu precisava, pois sou formada em Relações Públicas e, de certa forma, tenho facilidade com a comunicação, além de muitas ideias, ressaltou.

Infelizmente, assim como para muitos empreendedores, a pandemia acabou dificultando o percurso da marca.


Eu me vi num cenário de instabilidades e a ‘Quinem Minas’ precisava se manter ativa e com novidades, o que não é uma tarefa fácil para quem tem um negócio pequeno. Quando a pandemia iniciou, eu tinha apenas 5 meses de produção, ainda estava bem devagar na captação de clientes e fortalecimento da marca. Por causa dessa situação, todos os projetos de parcerias foram ‘esfriando’ e me vi novamente na estaca zero. É como se todos os dias fossem o primeiro, pois sinto que tenho que usar uma nova linguagem, que desperte no público a curiosidade e interesse o tempo todo. Com o aumento constante dos preços da matéria-prima e do combustível, tive que parar com as entregas gratuitas e isso só aumentou a incerteza sobre os dias seguintes, disse Camila. 

Porém, a empreendedora também olha pelo lado positivo e vê que, apesar da crise, ainda está com o empreendimento na ativa e não teve grandes prejuízos. Com o incentivo das redes sociais e das vendas online, a “Quinem Minas” conseguiu ter certa estabilidade ao adquirir novos clientes, que se tornaram fixos e que ajudam bastante no crescimento da marca.


Como nunca tive loja física, acho que as perdas não foram tão grandes como no caso de muitos pequenos empresários que não conseguiram manter o negócio. O estímulo por vendas online na pandemia também foi muito grande, creio que isso me ajudou e criei uma cartela de clientes fixos. As redes sociais são minha maior fonte de venda, com certeza. Foi por lá que iniciei tudo e por onde consigo novos clientes, diariamente. A rede social é sem dúvida a maior aliada para os pequenos comerciantes da atualidade. Sinto por não poder ter condições de investir ainda mais, usando plataformas e profissionais especializados no ramo para impulsionar meu crescimento, mas isso faz parte do meu planejamento futuro e estou trabalhando para poder chegar neste nível, disse.

A novidade do cardápio da “Quinem Minas” é o pão de queijo de alho, que foi batizado como “Pão D’alho”. Mas, o produto principal ainda é o pão de queijo tradicional. Camila tem outras variedades de produtos, inclusive “saborizados” (de bacon e calabresa). Além disso, tem o pão de queijo fitness (de batata doce e chia), os recheados (bolo de queijo com calda de doce de leite), broas (nos sabores: tradicional, erva-doce, coco e amendoim), pudim de queijo com goiabada e kibe (recheado para assar).


Instagram: @quinemminas


WhatsApp: (83) 99311-2534


Texto: Isabelle Vasconcelos
Edição: Richelle Bezerra

Relacionadas

Novas atualizações

Mais lidas