Embaixadora do bem-estar, Marciele Souza
Embaixadora do bem-estar, Marciele Souza

Empreendedorismo

Diaristas buscam startup para obter melhoria salarial, plano de saúde, entre outros benefícios

Atualizada em 21/07/2021 às 16:10
Por Redação

Cadastradas como MEI, “embaixadoras do bem estar” se regularizam profissionalmente e conseguem realizar objetivos pessoais


Marciele Souza, de 25 anos, é casada e mãe de uma menina de 1 ano de 2 meses de idade. Moradora do bairro de Cruz das Armas, em João Pessoa, até o ano passado trabalhava com carteira assinada, tinha renda fixa, mas, grávida e prestes a dar à luz, percebeu que o antigo emprego dificultaria os cuidados que deveria oferecer à bebê. Ao pedir demissão, começou a pesquisar uma oportunidade de trabalho que não a afastasse de um maior convívio com a filha. Foi então que, sabendo que poderia trabalhar como diarista, encontrou uma possibilidade.


Marciele despertou para o que oferecia uma startup que, além de assegurar uma remuneração mensal acima do que recebia como empregada doméstica, indicava os benefícios resultantes da formalização como MEI (Microempreendedora Individual), condição para fazer parte da iniciativa. “A empresa tem um aplicativo que me dá flexibilidade para disponibilizar os dias em que eu posso trabalhar, podendo escolher o período e duração do que faço, sem ficar submetida aos horários dos patrões, como era antes, nem correndo  risco de precisar fazer horas extras”, disse. 


Segundo ela, o salário que recebia antes era insuficiente para sanar todas as despesas básicas da sua família. “Depois que entrei nessa parceria com a Tidmo (nome da startup) consigo tirar quase dois salários mínimos, o que vem ajudando bastante na renda mensal da minha família. Hoje em dia, eu tenho objetivos pessoais, metas que consigo cumprir e ainda pago o plano de saúde da minha filha”, comemorou.


A plataforma surgiu e se estabeleceu, inicialmente, em Natal (RN). Mas, vem ganhando espaço em outras cidades, a exemplo da capital paraibana. “Mensalmente, temos um encontro presencial da empresa onde aplicamos treinamentos, apresentamos o crescimento do negócio e mostramos, a todos os integrantes (incluindo as Embaixadoras), os planos para as semanas seguintes”, relatou André Jales Henriques da Costa, natural da Paraíba, um dos fundadores da startup.


Todas as diaristas vinculadas a ‘Tidmo’ são cadastradas como MEI, garantindo benefícios e auxílios próprios dessa formalização na prestação do serviço. Assim, é mantida uma relação de parceria com a empresa através da padronização das atividades ofertadas, precificação justa e autonomia para escolha do dia e do horário de trabalho.

Tags:

Relacionadas

Novas atualizações

Mais lidas